Ahnnnn… não tá ouvindo?

Você já saiu da night ou de um show com os ouvidos apitando?

meu

Todos sabemos que se formos expostos a volumes excessivos, podemos ficar surdos.

Não é à toa que tem um pessoal que reclama de volume e outras não. Existem pessoas mais sensíveis e existem aquelas que já perderam parcialmente a audição.

Então, como sabemos onde nos enquadramos? Só através de um exame de audiometria. Esse exame pode indicar perdas auditivas.

Fato é que estamos constantemente expostos à ruídos e quando muito são altos, ao longo do tempo, podem acarretar danos ao nosso sistema auditivo.

Podemos saber se estamos expostos à ruídos que estão danificando nossa audição? Sim, mas não é tão simples. Teríamos que medir e para isso deveríamos usar um aparelho que se chama decibelímetro pois o volume ou melhor, a pressão sonora é medida em decibéis.

Podemos até brincar com aplicativos para o nosso smartphone e ter um decibelímetro instalado, porém, só será uma medida real se ele for calibrado.

Um bom parâmetro para limites é a tabela que o ministério do trabalho divulga na NR-15. A norma diz que não devemos nos expor a ruídos acima de 115 dB sem a devida proteção.

tabela-jpg

Estudos mostram que a pressão sonora na pista de uma casa noturna é aproximadamente 105 dB e em áreas próximas chegam à 95 dB. Em shows esses números não sofrem grandes alterações.

Ninguém fica só 10 minutos na balada e não existe nenhum show que dure esse tempo, então, estamos danificando nossa capacidade auditiva. Uma prova disso é aquele apito que às vezes demora para sumir.

Como resolvemos a questão?

Se considerarmos que ficamos expostos há 4 horas de som bem alto, teríamos que ouvi-lo a 90dB. Acredite, é volume suficiente para a diversão.

105 – 90 = 15dB.

Então, precisamos de alguma coisa que diminua a pressão sonora em torno de 15dB.

Já vi gente usando aqueles protetores de espuma na balada e em shows. Eu já experimentei. É horrível. O som fica abafado, estraga o show e para ouvir alguém falando, precisa ser tirado. A maioria dos disponíveis aqui no Brasil são feitos para 16dB e existem alguns que podem ser comprados no exterior para 32dB.

classico

A solução que existe pronta são protetores auriculares próprios (filtros acústicos) para esse uso. São protetores desenvolvidos com muita tecnologia acústica que reduz a pressão sonora e não acabam com a qualidade do que se quer escutar.

musicpro

Existem diversos modelos e preços e resolvem muito bem essa questão. Infelizmente, nunca vi disponível para venda aqui no Brasil. Podem ser comprados no próprio site do fabricante, pela Amazon ou em uma viagem.

Cada modelo tem a sua característica de redução e tem alguns que essa redução pode ser ajustada. A grande maioria dos modelos reduzem de 9dB à 20dB. Os mais baratos chegam a custar US$ 11,00 e os mais caros US$ 300,00.

Eu tenho experiência com três modelos que gostei bastante, o Dubs e o ER-20XS que reduzem mais as frequências agudas e com preços bem razoáveis e o MP-9-15 Music-PRO® Electronic Earplugs que reduz as frequências de uma forma muito mais natural, regulável e com um preço bem mais alto.

Vale a pena conferir pois o investimento não é um absurdo se pensarmos nas consequências que podemos ter em um futuro não tão distante.

 http://www.etymotic.com/

https://www.getdubs.com/

 #protetorauricular #filtrosacusticos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s